• Jennifer Peixoto

A importância de uma boa comunicação interna

A comunicação interna é uma ação dentro de uma empresa capaz de integrar equipes e promover uma conversa entre as mais diferentes hierarquias, sempre focando na liberdade de expressão e na troca saudável de ideias e opiniões.


A base de tudo isso é a maneira como empresas dos mais diferentes setores podem focar não apenas em seus clientes, mas também nos funcionários que trabalham para elas.


É como se a comunicação interna fosse, também, uma maneira de atingir os colaboradores tal como os consumidores, fazendo-os adorarem a empresa e criarem uma certa fidelização, essencial para a diminuição, por exemplo, da rotatividade interna.


Por exemplo, por meio de ações de comunicação interna, uma empresa pratica uma cultura de organização voltada à sustentabilidade, algo alinhado com a visão da empresa.


Assim, além de se informarem sobre o que a empresa coloca como importante, funcionários têm a chance de estarem cada vez mais próximos dos propósitos empresariais e também de seus próprios desejos, criando uma aproximação importantíssima.


Quais as vantagens da aposta nessa comunicação?

Abaixo vamos conhecer um pouco mais sobre as vantagens de uma comunicação interna dentro de uma empresa de transporte executivo, por exemplo, podendo elevar resultados, ao mesmo tempo que melhora drasticamente o clima e a integração.


1- Funcionários mais motivados

A motivação dos funcionários é algo fundamental dentro dos trabalhos de comunicação interna, principalmente em empresas com uma grande quantidade de colaboradores, algo que mostra uma maior perda de controle caso não haja um formato adequado de organização.


Acontece que, por meio de ações de comunicação, que integram pessoas que trabalham juntas e aumentam o contato com líderes, funcionários acabam gostando mais de trabalhar.


Basta você colocar em uma balança o que é mais interessante: estar em uma empresa onde existe uma liberdade e uma vontade de troca de informações mais concreta, ou em um lugar onde não existe nenhum contato com o que vem acontecendo internamente.


2- Maior produtividade

A produtividade é fruto de uma correspondência entre propósitos de trabalho e exercício da profissão, mas também da viabilização de menores preocupações com outros assuntos.


Por exemplo, um funcionário que tem em mãos as informações certas para seu trabalho, e ao mesmo tempo consegue ter um contato maior com chefes de equipe sobre problemas e soluções em uma empresa de eventos corporativos, consegue trabalhar muito melhor.


Ao contrário disso, não existe muita aproximação com um trabalho focado, e nem mesmo com trocas saudáveis e conversas que viabilizam uma discussão saudável de questões na empresa.


3- Diminuição da rotatividade

Se uma pessoa não se sente satisfeita em uma empresa, seja por uma desorganização das equipes de liderança, uma falta de comunicação com as gerências ou até mesmo uma valorização dentro do trabalho, ela prontamente decide procurar novas oportunidades.


Apesar dessa estratégia de sobrevivência saudável ser bastante comum, e ainda envolver questões como novos desafios, um funcionário que sai e outro novo que entra, mexem com o negócio.


Afinal, dentro da empresa deverá haver o treinamento de alguém que chega, e apesar de necessário, quase sempre diminuem o tempo produtivo, onde outro assunto relevante poderia estar sendo tratado, como a aceleração de um trabalho necessário.


Além disso, podemos entender que a falta da rotatividade representa um comodismo positivo dentro de uma empresa, onde alguém realmente se sente interessado em continuar naquele espaço, como uma empresa exame periódico trabalhista.


4- Trabalho com foco em propósitos

A comunicação interna também se apresenta como uma ótima oportunidade para que o negócio estabeleça uma ligação com seus funcionários a partir dos propósitos certos.


Por meio de uma conexão correta entre funcionários e líderes, existe um trabalho muito mais focado na resolução de rotinas que levam até um objetivo pontual, acelerando resultados e estabelecendo uma rapidez no serviço de confecção de uniformes.


Tudo isso pode ser facilmente instaurado na empresa por meio de uma comunicação sem rodeios, e altamente livre para a participação de opiniões e pontos de vista distintos.


5- Interação entre equipes

A convivência entre os funcionários de uma empresa também consegue ser alcançada por uma boa comunicação interna. Isso se torna essencial para que os trabalhos em conjunto sejam cada vez mais alinhados, e o ambiente se torne cada vez mais amigável.


Pode parecer dispensável, mas ter em prática uma forte correlação trabalhista pode trazer inúmeras vantagens para a empresa e também para a integração de suas equipes.


E essa é uma vantagem trazida não apenas para colegas de trabalho de um mesmo time de equipamentos para internet, mas também daqueles espalhados pela empresa, que mesmo sem trabalharem juntos, compreendem o serviço uns dos outros.


As principais práticas de uma comunicação interna

Colocar uma comunicação interna dentro da sua empresa exige, inicialmente, o levantamento de problemas e a concepção de diagnósticos, seguidos de um projeto de implantação, com direito a treinamentos e a lideranças por trás do processo.


E seguindo alguns pontos essenciais, fica cada vez mais fácil trazer para a realidade da sua empresa uma comunicação aberta e integrada. Veja a seguir as formas de fazer isso:


Forme uma equipe de comunicação interna

Os funcionários que vão colocar em prática as ações e os projetos de comunicação interna devem ser experientes nesse tipo de trabalho, que no caso, podem ser profissionais como:


  • Designers;

  • Relações Públicas;

  • Jornalistas;

  • Publicitários;

  • Gerentes de Marketing.


Todos esses profissionais unidos, e com a especificação para qual foram treinados, poderão colocar em prática campanhas de comunicação, bem como conexões diárias, por meio de comunicados e matérias na intranet, ações e outros tipos de atividade de integração.


Em uma empresa de transporte executivo, por exemplo, essa equipe estará pronta para estabelecer ações próprias, que entrem em contato com os propósitos da empresa.


Trabalhe com pesquisas e levantamentos de público

Antes mesmo de começar qualquer tipo de trabalho dentro da comunicação interna, é preciso ter as referências sobre o público com o qual se vai trabalhar, o que é mais interessante, pois tem uma proporção menor do que em outro tipo de comunicação.


O ideal é entrar em contato com setores que tenham informações sobre funcionários, como quantidade, divisão sobre setores ou gênero, colocando em prática pesquisas.


Essa é a oportunidade perfeita para colher informações, como a preferência por etiqueta branca dentro da empresa, a escolha por plásticos ou copos de vidro, dentre outras questões que necessitam de uma opinião geral para que normas sejam estabelecidas.


Escolha canais de comunicação relevantes

A comunicação só poderá ser colocada em prática por meio de canais de comunicação que de fato tenham alguma relevância e sejam utilizados diariamente pelo público-alvo.


As escolhas podem ser as mais variadas: canal de intranet, rádio interna, banners em televisores nas áreas comuns, murais, e-mail marketing e até mesmo redes sociais fechadas para funcionários, disponíveis para todos os internos, até da terceirização de limpeza


Todas devem ser implementadas na rotina dos funcionários, de forma que os comunicados e as interações sejam sempre vistas e sejam alvos de interesse das equipes da empresa.


Trabalhe ações com Recursos Humanos

O setor de recursos humanos de uma empresa é responsável por trabalhar todo o processo de contratação até a integração dos funcionários, podendo ainda colocar em prática cursos e treinamentos que dêem uma continuação para seu conhecimento na empresa.


É essencial dentro da comunicação interna uma integração com essas equipes, já que são lugares onde existe um conhecimento muito maior sobre todos da empresa.


Tenha o costume de colocar uma parceria, por exemplo, em programas de integração, onde além de palestras e treinamentos sobre os trabalhos diários, exista algum tipo de comunicação geral sobre aquele funcionário novo para o resto da empresa.


Abra espaço para troca saudável entre equipes

A comunicação interna é uma possibilidade de colocar em pauta diferentes colocações sobre o que acontece na empresa, incluindo as diferenças como uma força saudável.


Por isso, é interessante colocar como base dessas ações as diferentes vertentes, tanto de trabalho quanto de vidas pessoais, formando uma variedade de funcionários, e implementando isso com opiniões sobre os mais diversos assuntos, como coleta de lixo.


Outro ponto importante é deixar uma ênfase na troca saudável entre hierarquias, abrindo um espaço para equipes integradas e sem medo de mostrar suas visões para chefes.


Considerações finais

A comunicação interna é a base de um trabalho em conjunto e integrado, e pode ser uma ótima oportunidade para colocar para os funcionários os propósitos da empresa, sempre alinhando com seus pontos de vista e seus desejos pessoais.


O melhor dentro dessa ideia de comunicação é incorporar ações que tenham a cara dos funcionários, além de abrir espaço para trocas de opiniões saudáveis entre todos.



Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento.