top of page
  • Digte News

Como automatizar processos pode gerar mais produtividade

O conceito de produtividade é um dos quais uma empresa costuma se preocupar, afinal, ele está relacionado a muitos outros índices que indicam o sucesso de um empreendimento, como a oferta de disponível de produtos ao público.


Uma concepção que passa não só pela questão da quantidade, mas também pela qualidade desses produtos ou serviços, influenciando na recepção que os seus clientes irão ter, estimulando em alguns casos até mesmo o seu valor médio de compra.


Outro conceito que precisa ser levado em conta na administração de um negócio é o mercado ao qual ele se encontra, e o que praticamente todos os setores dividem hoje é uma realidade na qual a automação dos processos e serviços é cada vez mais comum.


Não é como se tivéssemos chegado em um cenário de filme de ficção científica, com carros voadores e estações de teletransporte, por enquanto. Mas a sociedade, como um todo, vem se acostumando ao trabalho realizado pelas chamadas máquinas inteligentes.


O que impacta principalmente o mercado de informação, com um usuário, através de um aparelho celular que cabe em seu bolso, conseguindo definir sua carreira ao se inscrever em um curso de aeromoça, ou simplesmente resolvendo questões de origem bancária.


E se todo esse avanço já está disponível ao público final, não é muito revelador saber que todas essas tecnologias já estão presentes no mercado industrial, passando pelos mais diversos setores, desde a análise da colheita até o seu transporte para as feiras.


Isso ocorre muito porque todas essas ferramentas tecnológicas não estão voltadas somente ao produto ou serviço final, mas também aos processos necessários para a fabricação ou confecção do material que será colocado no comércio pelas empresas responsáveis.


Como no trabalho que uma fábrica tem em relação à destinação de resíduos sólidos. Um exercício essencial para que essa instalação não só não cause nenhum impacto ambiental, como tenha permissão de funcionar pelos órgão de análise competentes.


Porém, antes de nos desdobramos sobre a importância de automatizar os seus processos, e oferecer dicas sobre implementar essa modernização para a sua empresa, é importante conhecer como essa ação não é um conceito necessariamente novo no mercado.



A função das máquinas no mercado de trabalho


Quando se pensa na função das tecnologias no meio industrial, é fácil pensar em temas como inteligência artificial, estudo de dados, entre outros conceitos recentes que são de fato muito importantes para o setor de marketing de qualquer empresa atualmente.


Contudo, esse processo de automação dos processos é algo que surge desde a Revolução Industrial, com a adoção de grandes máquinas ao setor de produção, permitindo que essas fábricas conseguissem entregar ao mercado uma quantidade maior de produtos.


Tudo graças a substituição do trabalho humano em certas atividades, que se encontravam limitadas tanto pela sua capacidade como pelo esforço aos quais esses funcionários eram expostos, com o próprio desgaste manual dessas atividades prejudicando seus resultados.


Uma relação que não só permanece nos dias de hoje, como se encontra em um nível muito avançado, facilitando, inclusive, na produção de brindes empresariais personalizados, que mesmo se destacando por um cuidado manual, contam com certos processos automáticos.


Como na obtenção da matéria-prima relacionada, ou com o serviço de empacotamento e entrega desses produtos aos seus respectivos clientes. Uma relação que, ao ser otimizada pela mecânica disponível, poderá alcançar níveis maiores de satisfação aos envolvidos.


O que acaba por passar pelos mais diversos setores e atividades internas de uma empresa, desde a contratação de um novo funcionário até os estudos de aprimoramento do seu produto ou serviço oferecido. Tudo com o auxílio de um equipamento mecânico ou digital.


E junto às soluções apresentadas pelos meios tecnológicos, como na biometria reconhecimento facial, que aumenta os níveis de segurança de uma companhia, enquanto agiliza o processo de entrada e saída de colaboradores, existe a relação com o cliente.


Uma relação a ser otimizada graças a um maior estudo sobre os seus interesses e necessidades, da mesma forma que uma ferramenta digital consegue decifrar, ao ser aplicada junto às plataformas digitais as quais esses usuário costumam acessar.


Um sistema que permite não só a apresentação de trabalho mais rápidos e certeiros ao público, como também de maior eficiência, reduzindo uma taxa comum e preocupante ao mercado que a presença dos chamados “retrabalhos” que ocorrem em uma empresa.


Termo esse que se refere à probabilidade de uma companhia ter que repetir os processos internos realizados, por causa de um resultado final abaixo dos padrões estabelecidos por essa companhia.


De forma a entender melhor essa ideia, é possível pensar em um funcionário que vai com os seus colegas a um restaurante, em busca de comemorar sua contratação em uma consultoria contábil empresarial, no entanto o seu pedido chega cru à sua mesa.


Graças a essa falta de cozimento adequado, o prato precisa retornar à cozinha, criando uma situação desconfortável ao estabelecimento.


Uma automação de processos pode impedir esse tipo de incidente, até mesmo no ramo alimentar, com sistemas otimizados que pegam os pedidos dos clientes ou auxiliam no processo de pagamento, de forma a garantir uma melhor performance em seu negócio.


Por isso, melhorar o número de vendas é sem dúvida um dos objetivos de grande parte dos administradores de uma empresa, independente do setor ou do tamanho dessa companhia.



Como otimizar tais processos?


Se por um lado existe uma óbvia necessidade das empresas adotarem esses métodos otimizados em suas atividades, não é que se isso fosse um exercício simples, ainda mais para mercados que já atuam com processos específicos há anos.


No entanto, para assegurar que um serviço de transporte internacional conte com as maiores novidades no mercado, oferecendo exportação temporária entre o seu catálogo de serviços, é preciso que essa companhia esteja aberta às soluções tecnológicas.


E para garantir que esses recursos estejam disponíveis para uma empresa, através da automação dos seus processos de produção, é importante seguir regras específicas à essa implementação, como:


  • Estudar o mercado;

  • Adotar as melhores estratégias;

  • Desenvolver um cronograma de implementação;

  • Ouvir os seus clientes;

  • Monitorar as suas atividades.


Sendo assim, é importante dar atenção a cada uma dessas atividades, para garantir que a sua companhia se encontre na melhor situação possível no que se envolve o seu nível de produção e de como os seus clientes irão reagir a isso.


Estude o seu mercado


Para que uma empresa busque por soluções para os seus problemas, primeiro é necessário identificá-los, o que pode ser descoberto através de uma aprofundada análise do mercado ao qual se encontra, tanto por questões internas como relacionadas ao seu público.


Uma demora durante a fase de empacotamento de um produto pode estar atrasando a sua entrega para as lojas revendedoras, logo, após se identificar isso, é possível para um gestor levantar a ideia de implementar uma máquina que agilize esse processo.


Adote as melhores estratégias


Tendo uma relação direta com o tópico anterior, após a identificação de uma dificuldade em sua, é importante trabalhar para garantir a sua melhor resolução. O que dentro de uma empresa de cobertura metálica, pode ser visto no processo automatizado de fabricação.


Desenvolva um cronograma de implementação


Todo esse processo de automação pode significar uma mudança completa da organização de uma empresa, sendo assim, é importante para uma companhia definir um cronograma real para as ações a serem implementadas, facilitando a administração da mesma.


Algo que lida, inclusive, com a capacitação de sua equipe interna, oferecendo cursos e atividades afins para garantir que os seus colaboradores saibam como agir em relação às novas funções que cada funcionário terá dentro dessa nova organização.


Não ignore seus clientes


Todas as ações tomadas por uma empresa devem levar em conta as necessidades do seu público, para que dessa forma tal companhia consiga definir quais são as atividades que podem e devem ser otimizadas com o apoio das tecnologias vigentes.


Até porque muitas vezes esses processos acabam por definir o próprio processo de aquisição de um produto, como os restaurantes que trabalham com painéis eletrônicos, aos quais os clientes podem contar com uma relação mais rápida de realizar seus pedidos.


Monitore sempre suas atividades


Por fim, junto a todas essas novas práticas a serem adotadas dentro da organização de uma empresa, existe também a precisão de se realizar uma constante análise sobre os resultados que essas implementações trouxeram ao seu negócio.


De forma a garantir que uma boa atitude foi tomada na administração desse projeto comercial, podendo amplificar essa automação, ou até mesmo adotá-la em outras atividades e setores presentes em uma organização.


Isso sem contar com a recepção que o público está tendo em relação a essas mudanças, como um síndico profissional que passa a ter entre as suas ferramentas de trabalho um sistema avançado de interfone, conectando-se com todos os moradores do prédio.


Afinal, o processo de automação não está ligado apenas às atividades em um nível industrial, mas também em tudo o que envolve a execução de um trabalho, até mesmo no campo do usuário, como acontece com a chegada dos mercados digitais.


Portanto, o mais importante é garantir que a sua empresa esteja alinhada às necessidades do seu público.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


31 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentários


bottom of page