top of page
  • Digte News

Turnover: O que é e como evitar

Administrar uma empresa não é uma tarefa nada fácil e, quando se tem um alto índice de desligamentos, é natural que ela tenha que se virar para conseguir contratar novos funcionários. Sendo assim, o termo que denomina esse fenômeno é turnover.


Pensando nisso e para exemplificar melhor, o texto de hoje abordará o que é o turnover e como ele se originou, o impacto que ele pode causar no negócio e como é importante saber avaliar a rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa.


Pois bem, para que uma empresa trabalhe de maneira eficaz, é necessário que todos os seus setores funcionem da forma mais harmônica. Enquanto cada um faz sua parte, a probabilidade de problemas acontecerem é menor, e a chance de sucesso aumenta.


Porém, mesmo empresas de contabilidade, por mais organizadas que sejam, enfrentam problemas relacionados ao seu quadro de funcionários A verdade é que se tornou muito difícil manter o número de colaboradores de uma organização.


Muitos decidem abandonar o emprego por problemas pessoais, já outros por não estarem felizes com o papel desempenhado ou pela forma que o negócio lida com seus funcionários, e também existem aqueles que conseguiram uma proposta de trabalho melhor.


Independentemente do motivo, isso é extremamente prejudicial para a empresa e, mesmo que o seu negócio seja sobre crédito agropecuário, tanto o ramo financeiro quanto o de produtividade podem acabar caindo com o rendimento por causa do turnover.


Porém, é cada vez mais difícil entender quais os motivos dos funcionários querem abandonar o negócio, então, para evitar esse tipo de situação, primeiramente é importante ter um bom conhecimento sobre quem é a sua empresa e qual o papel dela no mercado.


O que deve ser feito para evitar o turnover? Como que ele acontece? Qual a origem desse tipo de situação? Mesmo uma organização que comercializa pen drive personalizado para empresas está sujeita a passar por isso?


As respostas dessas e de muitas outras perguntas podem ser conferidas nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor abordado e desenvolvido, mostrando tudo que é necessário saber sobre esse assunto que assola gestores. Sem mais delongas, confira!



Entenda mais sobre o conceito de turnover


Primeiramente, é importante ter em mente o que é o turnover e quais os conceitos que abordam a sua origem, além do seu significado e como as pessoas o enxergam.


Pode-se dizer que o turnover é a renovação do quadro de funcionários de sua empresa, ou seja, a substituição de pessoas de uma organização, quando existe um número de ex- colaboradores se desligando e o mesmo número sendo admitidos pela organização.


Esse conceito é extremamente prejudicial a qualquer negócio, mesmo um de uniformes profissionais em São Paulo, afinal, o funcionário não teve tempo o suficiente para crescer, amadurecer e desenvolver o trabalho da melhor maneira possível em tão pouco tempo.


Isso significa que a produtividade de seu negócio está fadada a cair com mais frequência do que se espera, afinal, nunca estará trabalhando um colaborador que tenha experiência ou tenha ficado tempo o suficiente dentro da empresa para desenvolver o trabalho de forma eficaz.


Ou seja, muitas vezes isso acaba significando que a empresa fez um investimento que não valeu a pena. Porém, caso se adote uma estratégia diferente, pode ser o momento ideal para a contratação de novos profissionais mais experientes para o negócio.


É importante entender que qualquer negócio está sujeito ao turnover, desde grandes empresas logísticas até empresas que trabalham com etiquetas para produtos alimentícios. Existem diversos tipos de turnovers e eles podem ser destacados por:


  • Funcional;

  • Disfuncional;

  • Voluntário;

  • Involuntário;


Cada um dos elementos acima exemplificados possui o seu próprio motivo para ser denominado dessa forma, motivos esses que serão melhor exemplificados.


Turnover funcional


O turnover funcional é um dos mais comuns e acontece quando o rendimento, ou seja, o desempenho de um colaborador, está abaixo do esperado dentro da empresa, fazendo com que o funcionário peça seu desligamento.


Isso pode ser bom para a sua organização, permitindo que se coloque alguém no lugar para exercer a mesma função, porém, de forma mais eficiente e com um rendimento melhor, afinal, o processo para, por exemplo, criar uma bolsa térmica personalizada pode não ser tão simples.


Turnover disfuncional


O turnover disfuncional é o acontecimento inverso e ele ocorre quando um funcionário com alto desempenho e excelentes resultados se desliga da empresa. Isso pode significar que a organização não está sendo eficaz em reter talentos para o negócio.


Turnover voluntário


O turnover voluntário acontece quando o colaborador se desliga por vontade própria da sua empresa, mostrando que os motivos podem ser dos mais variados, desde pessoais até problemas e conflitos internos.


Turnover involuntário


Por fim, podendo também se aplicar até mesmo a empresas que oferecem o aluguel de maquina de café e capuccino, sobra o turnover involuntário, que é quando a empresa realiza o desligamento do funcionário.


Esse é um pouco mais custoso, já que a organização deve pagar ao colaborador os direitos que eles têm, realizando o pagamento de diversos encargos trabalhistas.


O motivo do desligamento pode também variar muito, colocando em cheque até mesmo a justa causa, porém, esse último, faz com que o colaborador perca todo e qualquer dinheiro por causa deste processo.


Em outras palavras, mesmo alguns cursos online técnico, podem passar por algumas dessas situações, sendo necessário então saber como evitá-las, assunto que será tratado no próximo tópico.


Como evitar o turnover?


Agora que já ficou claro o que é o turnover e alguns dos tipos mais comuns, é importante saber como evitá-lo para impedir que possíveis talentos acabem se desligando de sua organização e que custos adicionais entrem na sua conta.


Em situações de emergência ou de estratégia, talvez a empresa decida que é melhor realizar o desligamento de alguns funcionários, mas esse é um caso à parte. Portanto, confira algumas maneiras de evitar o turnover.


01 - Melhore o clima da empresa


Muitos dos motivos de turnovers em diversos negócios ao redor do país e do mundo é quando o funcionário não se sente bem dentro da empresa, seja pela forma como a organização realiza suas demandas ou como os colaboradores lidam uns com os outros.


Portanto, tenha certeza de estimular, compartilhar e desenvolver uma cultura organizacional que faça sentido com o negócio, mas que deixe seus funcionários à vontade tanto para criticar quando necessário quanto para ter um dia bom como qualquer outro.


Motivar os colaboradores e mostrar o quanto são importantes para que o negócio permaneça seguindo em frente são alguns dos pontos essenciais para o funcionamento de qualquer empresa, evitando também o turnover.


02 - Atente-se aos gestores


Infelizmente, é comum que em diversas empresas os gestores não tenham capacidade o suficiente para liderar e gerenciar a equipe, ou simplesmente criam atrito com alguns outros membros do grupo e deixem o clima organizacional mais pesado e menos estimulante.


Atente-se ao tipo de pessoa que será colocada para liderar as demais equipes da empresa, buscando sempre profissionais que saibam consolidar o trabalho, alinhar as expectativas da empresa e dos funcionários, e que saiba lidar com os demais membros da equipe.


Ter feedbacks e buscar sempre orientação de forma simples, porém, sem perder o pulso e a firmeza com que as situações demandam das lideranças, são excelentes alternativas de se conseguir reduzir o turnover de sua empresa.


03 - Evite o excesso de trabalho


Infelizmente é difícil prever o que o dia de amanhã aguarda. Com isso, é normal que por causa de algum cliente ou grande demanda, as empresas acumulem um pouco de trabalho.


O mundo corporativo é assim e, principalmente em épocas sazonais, é comum que o volume de trabalho aumente.


O problema é quando isso se torna constante e o colaborador trabalha o dia inteiro dando tudo de si, chegando a se desgastar. Em alguns casos, muitas empresas cobram mais dele, fazendo com que nem mesmo as horas extras convençam o funcionário.


Para isso é importante ter uma boa ideia de como gerir a situação, sempre que possível aceitando boas demandas para o crescimento dos próprios colaboradores. Mas, assim como é importante estar na ativa, é importante também descansar e ter um tempo para si.



Considerações finais


O texto de hoje abordou o que é o turnover, como ele acontece, a origem de sua causa, os principais tipos de turnover, como que cada um se destaca, além de dicas e orientações de como evitar essa situação dentro de sua empresa.


Busque explorar os pontos positivos de sua marca para evitar que mais e mais pessoas acabem se desligando, aplicando ao máximo o lado humano, fazendo com que o colaborador entenda a importância dele naquele espaço.


Basta agora colocar as informações obtidas ao longo do texto em prática, mostrando que mesmo com os altos custos, o turnover pode ser diminuído independentemente da forma como é aplicado em nosso dia a dia.




Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento

36 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page